Geral 16/08/2017 - 16:15 - Ascom Cidadania e Justiça/Governo do Tocantins

“Projeto Acredito - Força e Coragem para vencer as Drogas” é lançado na capital

Evento de lançamento ocorreu na manhã desta quarta-feira, 16, no auditório do MPE. Evento de lançamento ocorreu na manhã desta quarta-feira, 16, no auditório do MPE. - Miller Freitas/Governo do Tocantins
A presidente do Conesd, Gleidy Braga, disse que para dar certo é preciso se unir. A presidente do Conesd, Gleidy Braga, disse que para dar certo é preciso se unir. - Miller Freitas/Governo do Tocantins
O superintendente de Ações sobre Drogas, José Américo Júnior, explicou o desenvolvimento do projeto dentro dos quatro eixos da política sobre drogas. O superintendente de Ações sobre Drogas, José Américo Júnior, explicou o desenvolvimento do projeto dentro dos quatro eixos da política sobre drogas. - Miller Freitas/Governo do Tocantins
Palestra com a Dra. Naima Worm. Palestra com a Dra. Naima Worm. - Miller Freitas/Governo do Tocantins
Vice-governadora Claudia Lelis fez o compromisso de levar o Projeto Piloto para todo o Tocantins. Vice-governadora Claudia Lelis fez o compromisso de levar o Projeto Piloto para todo o Tocantins. - Manoel Lima/Governo do Tocantins
Projeto Acredito terá três meses de duração. Projeto Acredito terá três meses de duração. - Miller Freitas/Governo do Tocantins

O Conselho Estadual de Políticas sobre Drogas (Conesd-TO), juntamente com as instituições e entidades parceiras, deu início ao “Projeto Acredito - Força e Coragem para vencer as drogas”, na manhã desta quarta-feira, 16, com solenidade e palestras de abertura do conjunto de ações intensivas que serão realizadas entre os meses de agosto e outubro, no bairro Arse 122 - antiga 1.206 sul. O lançamento do Projeto aconteceu no auditório do Ministério Público Estadual e reuniu todos os envolvidos na política sobre Drogas e a sociedade civil.

Na solenidade de abertura a presidente do Conesd-TO e secretária de Estado da Cidadania e Justiça, Gleidy Braga, disse que o Projeto Acredito é uma estratégia de gestão transversal e intersetorial. “Para enfrentar a questão das drogas e todas as problemáticas que estão ao redor dela temos que nos unir. Então chamamos todos os envolvidos para o mesmo espaço para construir mais políticas públicas efetivas que realmente façam a diferença, unindo forças das instituições, entidades e sociedade civil para vencer as drogas no Tocantins. Isso é o Projeto Acredito”, explicou a secretária.

Já o Prefeito Amastha destacou o momento a paixão que todos os envolvidos têm nesse projeto e a crença de que a união fará dar certo. “Esse trabalho intersetorial tem muito a ver com assumir nossas obrigações e responsabilidades, independente de onde estamos trabalhando, e trabalhar juntos em prol da nossa sociedade, principal vítima das drogas”, frisou.

"No mundo dos que já desacreditaram de tudo e de todos, o Conselho [de Política sobre Drogas] resolveu desafiar o problema, unir esforços de todos os envolvidos e fazer a diferença no Tocantins", disse também o representante do Ministério Público Estadual, um dos parceiros do Projeto, promotor Alzemiro Freitas.

Outros municípios

A vice-governadora do Tocantins Claudia Lelis que também está trabalhando no projeto juntamente com o Conesd, fez o compromisso de levar o Projeto para mais municípios do Estado. “Hoje o Governo do Tocantins e demais órgãos parceiros fizeram história ao lançar um projeto pioneiro voltado para a política sobre drogas. Juntos e unidos vamos vencer as drogas”, finalizou.

Projeto

O superintendente de Ações sobre Drogas e vice-presidente do Conesd, José Américo Júnior, juntamente com o delegado de Polícia Civil e também membro do Conselho, Guilherme Rocha, fizeram a explanação das atividades que serão desenvolvidas no Projeto Acredito ao longo dos três meses.

De acordo com a Política Nacional sobre Drogas, especificada na Lei Nacional 11.343 de 23 de agosto de 2006, as ações acontecerão dentro dos eixos de prevenção, tratamento e reinserção social.  O superintendente afirmou que a proposta do Acredito é reunir no mesmo contexto ações já desenvolvidas nas instituições que trabalham com a temática. “Estamos fazendo o desdobramento de ações conjuntas que possibilitem dar mais acolhimento aos usuários, dependentes e familiares, sempre respeitando a dignidade da pessoa humana e valorizando a autonomia individual”, disse.

No eixo da prevenção serão desenvolvidas atividades na área da educação, esporte e cultura, a fim de identificar jovens e adultos dentro dos grupos de risco e fortalecer laços comunitários. Já no eixo do tratamento serão realizados atendimentos biopsicossociais para os indivíduos que fazem uso abusivo do álcool e outras drogas, bem como desenvolver ações de saúde que visem a recuperação através da abstinência e redução de danos dos usuários levando a autonomia individual e a melhoria na qualidade de vida.

Na linha da reinserção social serão ofertados cursos de formação profissionalizante, serviços de emissão de carteiras de trabalho, oferta de empregos, bem como resolução de pendências junto à Prefeitura e o Balcão dos Direitos com emissão de documentos pessoais.

Sobre o eixo da repressão de acordo com o delegado Guilherme, que esteve representando a Secretaria de Estado da Segurança Pública no lançamento, a Polícia Civil teve sensibilidade para com a essência do projeto, e, por esse motivo, decidiu participar através da repressão. Nesse sentido, serão reforçadas as ações de segurança pública no bairro para o enfrentamento eficaz e eficiente no controle do tráfico e violência local.

“Há quatro meses estamos fazendo o trabalho de repreensão ao tráfico de forma cirúrgica e precisa. A Denarc vem implementando ações para retirar os traficantes e reduzir a oferta de drogas na região, criando assim um ambiente favorável para que as ações do projeto sejam implementadas de forma eficiente e efetiva. Nesse contexto, após a as atividades de repreensão, vai ser intensificado o policiamento ostensivo no local, por meio da Polícia Militar e Guarda Metropolitana”, finalizou o delegado.

A programação completa do Projeto Acredito, bem como atividades desenvolvidas e parceiros estão disponíveis no site projetoacredito.org. Acesse e saiba mais.

Palestra

Após a solenidade de lançamento, foi realizada a palestra Política Nacional de Drogas no Brasil: novas estratégicas a partir da análise dos pontos de desarticulação do programa “Crack, é Possível Vencer”, ministrada por Naima Worm, doutora em Direito Político e Econômico pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, juntamente com as professoras Alessandra Ruita e Cristiane Roque.

Parceiros

Governo do Tocantins; Comunidade Terapêutica Leão de Judá; Conselho Regional de Medicina (CRM/TO); Defensoria Pública do Tocantins; Fundação Municipal de Juventude;  Gerência Municipal de Saúde Mental; Ministério Público do Tocantins; Entidade Nação Rap; Polícia Militar do Tocantins, por meio do Proerd; Prefeitura Municipal de Palmas; Sistema Nacional de Emprego (Sine); Unitins e Universidade Federal do Tocantins (UFT).